Se há algo que realmente vai fazer a diferença na sua carreira freelancer, esse algo é o marketing.

Já comentei aqui no blog sobre alguns fatores que nos levam para o sucesso autonomamente.

  • Fazer um bom trabalho
  • Networking
  • Recomendações
  • Precificação

Entre outros.

Mas nada disso, no fundo, vai importar se você não tiver um marketing bacana para atrair os clientes.

Por isso, nesse artigo que te apresentar as formas de fazer marketing mais eficazes e interessantes para quem está buscando se estabelecer como profissional freelancer ou autônomo.

Dica: Conteúdo complementar sobre os desafios de fazer marketing como Frelancer.

Como é o Marketing do freelancer

Como já é de praxe, gosto de começar explicando um pouco mais sobre o assunto.

Inclusive, recomendo esse outro artigo que aprofunda no tema.

O marketing para quem trabalha autonomamente é um pouco diferente. Afinal, não temos verbas grandes para criar propagandas, pagar animações e gifs para as redes sociais nem investir tanto em ads.

Então, por isso, precisamos ser mais criativos e efetivos em nossas estratégias ao mesmo tempo que pensamos em formas de garantir nosso curto, médio e longo prazo.

O curto prazo, em geral, tem mais a ver com ações que realizamos – normalmente pagando – para conseguir um ou outro cliente rapidamente. No início da carreira freelancer muitas vezes precisamos fazer esse tipo de coisa para darmos os primeiros passos.

O médio prazo, por sua vez, está relacionado com estratégias que vão nos dar uma quantidade de clientes mais previsível sem a necessidade de sempre ter que investir dinheiro. São estratégias que envolem um esforço nosso durante mais tempo sem nada em troca, mas eventualmente nos paga muitas vezes o que investimos.

Por fim, no longo prazo temos estratégias que nos permitem não só ter uma quantidade maior de clientes com mais ‘certeza’ como também aumentar o nosso preço.

O conjunto dessas estratégias vão te ajudar a sempre ter clientes.

É preciso dedicar um tempo razoável com essas estratégias. Mais do que isso, elas precisam ser como hábitos:

Não em grandes quantidades de vez em quando, mas em poucas quantidades todos os dias.

1 – Networking

Talvez a forma mais simples e direta de se ter clientes no curto prazo é acionar e trabalhar sua rede de contatos.

No início, utilizamos nossa rede já existente para conseguir os primeiros clientes. Perguntar para as pessoas ao nosso redor se ou precisam ou conhecem alguém que poderia nos indicar geralmente acarreta nos nossos primeiros clientes.

No entanto, ainda podemos usar o networking para crescer a rede de pessoas que conhecemos e, assim, expandir nossas possibilidades.

Para isso, minha sugestão é participar de eventos e buscar conhecer pessoas nesses momentos. Já comentei em outros artigos, mas reforço que existem dois tipo de eventos:

  1. Aqueles que seus concorrentes e colegas estão – Eventos da sua área
  2. Aqueles que seus clientes estão – Eventos que seus clientes participam das áreas deles

Os dois são importantes e vão te ajudar a aumentar sua rede de contatos com pessoas vão potencializar a chegada de novas oportunidades.

2- Publicidade Paga – Ads

Me lembro há uns anos quando participei de um evento do Google Maps e conheci um cara que trabalhava autonomamente como veterinário.

No Domingo ele ‘ligava’ o seu sistema de Google Ads com as palavras-chave relacionadas com o tipo de atendimento que faz e durante mais ou menos 1 ou 2 dias ele já conseguia o número de clientes para fechar toda sua semana de trabalho.

Pagar para ter clientes com o Google Ads, Facebook Ads ou outros são formas simples e mais rápidas de conquistarmos clientes. O tempo inteiro há alguém procurando pelo que oferecemos – a não ser, é claro, que seja algo muito novo ou não convencional -, então temos a chance de conquistar esses clientes com a publicidade paga.

Esse tema é bastante complexo e cheio de detalhes, então sugiro dar uma aprofundada boa. No YouTube é cheio de tutorial bom.

Dica: Na verdade, para todos os conteúdos aqui eu sugiro aprofundar com especialistas nessas áreas antes de iniciar e durante a execução.

3 – Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo se dá através da utilização de textos, vídeos, imagens e áudios que você cria para:

  • Se legitimar como especialista na área
  • Aumentar a quantidade de pessoas que te conhece
  • Conquistar novos prospectos clientes

Essa é uma estratégia de médio prazo, pois demora um certo tempo para se conseguir crescer apenas com o conteúdo.

Um blog pode demorar anos para receber um número de visitas considerável. Um canal no YouTube, uma conta no Instagram, qualquer meio em que você é o(a) produtor(a) de conteúdo demora para se tornar algo efetivo.

E essa é uma demora que não é tão fácil porque é necessário se produzir conteúdo com frequência. Na verdade, frequência e quantidade são, nesse caso, normalmente melhores do que qualidade.

Quanto mais conteúdo e mais interessante ele for, maior será a quantidade de pessoas que vai acompanhar e, por sua vez, mais oportunidades aparecem.

4 – Recomendação

Muitas vezes pensamos que a recomendação é “algo do acaso” e não uma estratégia de marketing. E é aí que discordo.

É possível estruturar o processo de sermos recomendados.

Para isso, precismos de três coisas:

  1. Realizarmos bons trabalhos
  2. Atendermos bem
  3. Mantermos contato com nossa rede, especialmente de ex clientes

Tudo tem a ver com a construção de confiança entre você e seu cliente e também de estarmos sempre frescos nas cabeças deles ou delas.

Eu já fiz esse teste várias vezes nos últimos anos. Há um determinado mês que não apareceu tantos trabalhos, aí eu dou uma aumentada na minha reconexão com ex clientes e outras pessoas da minha rede que não estou com tanto contato.

Resultado: Alguns dias depois um desses chegará com uma oportunidade de trabalho.

Em especial se seu mercado tem bastante demanda por serviços, como é o de tecnologia e websites, o tempo inteiro nossa rede está ‘sabendo que alguém precisa’ ou então eles mesmos estão querendo colocar algum novo projeto no ar e estavam ‘procrastinando’.

Coisas para ter em mente

Há sim diversos outros fatores que vão transformar todas as oportunidades do marketing em reais clientes. Então só para termos como referência, quero recomendar algumas leituras complementares.

Conclusão

O marketing é uma necessidade para a maior parte dos freelancers e profissionais autônomos. É algo que demanda um tempo e que precisa ser considerado na hora de se planejar para crescer nesse tipo de carreira.

Há algo mais que hoje pensa ser interessante para adicionar nessa lista? O que você hoje faz de esforço de marketing para conseguir clientes? Me conta nos comentários ou me manda um oi no Instragram.

Divirta-se!