Fazer um portfólio como freelancer na teoria é algo bem simples. Adicionamos o nosso nome, localização, alguns links para redes sociais, nosso e-mail de contato e prova do que somos capazes de fazer através de trabalhos antigos.

No entanto, na prática o quão efetivo é essa formatação básica? O que realmente é interessante explorar para que os potenciais clientes realmente acreditem que valha a pena entrar em contato?

Ao longo dos anos pude testar, falhar, reformular e aprender com vários tipos de portfólios. De uma única página com os básico mencionado acima a uma estrutura bem mais complexa que, inclusive, tem esse blog como parte.

Nesse artigo vou destrinchar um pouco aquilo que mais acredito que funciona para que você se legitime para seu potencial cliente. Estratégias e reflexões para que sua presença online seja mais interessante e seu portfólio de freelancer organizado para converter leads.

As histórias

Contar uma história - storytelling - é uma prática de marketing muito bem conhecida e explorada por todo tipo de empresa ou instituição. As histórias prendem a atenção e geram uma vontade de ‘saber mais’, antecipação e também legitimidade.

No caso do portólio de um freelances, tem dois pontos principais que podemos explorar o storytelling.

1- História pessoal

Empresas que exploram sua história conseguem fazer com que sejam mais do que provedores de serviços ou vendedores de produtos. Se você sabe o por quê da existência de uma empresa, terá a crença de estar batalhando junto para a sua missão; e esse sentimento de pertencimento é muito poderoso. Pense na Apple e na história de como o Steve Jobs revolucionou vários mercados ou mesmo mais recentemente na Space X e como Elon Musk está buscando uma solução para a perpetuação da vida fora da terra. Essas histórias carregam sentidos e missões que transformam clientes em fãs, missionários ou evangelizadores.

Como já comentei anteiormente, todo freelancer é uma empresa. A diferença é que ao invés de contar a história de como criamos uma empresa, contamos nossa história e o por que resolvemos tomar o caminho que escolhemos.

Se você já está inscrito na minha lista de e-mail, provavelmente já recebeu uma série de e-mails em que conto um pouco do por quê resolvi virar freelancer e como acredito que o trabalho deve ser cada vez mais livre, sem burocracias e não estressante. Se ainda não está na lista, basta deixar seu e-mail e nome nos campos ao lado.

A história de um freelancer pode carregar uma insatisfação com algum tipo de prática do mercado, uma vontade de viajar o mundo enquanto trabalha, uma crença de como será o futuro do trabalho ou qualquer outro ponto que expresse sua razão por ter seguido esse caminho.

Um cliente que tem acesso a essa história vai te considerar de forma bem diferente de apenas um prestador de serviço e essa relação é bem mais interessante e duradoura para a confiança e legitimação.

2- História do seu portfólio freelancer

Quando explicamos sobre a realização de um trabalho em geral damos o nome de estudo de caso, mas no fundo é basicamente mais uma história que contamos de como realizamos um determinado projeto. Quais foram os desafios que superamos, o que o cliente nos contratou para fazer e os resultados do nosso trabalho.

Clientes se importam profundamente om esse tipo de história pois elas contextualizam muito mais o que você pode fazer para o sucesso dos seus projetos. Estudos de caso não é apenas a junção de algumas imagens, textos e código. Eles servem como medidor do que você é capaz de fazer.

Quando for escrever um estudo de caso para seu portfólio de freelancer, pense que está escrevendo para todos os outros próximos potenciais clientes com problemas e desafios similares ao que resolveu nesse caso específico. Em geral o principal ponto de destaque é como você conseguiu achar uma solução (técnica, financeira, estratégica) para os desafios que lhe foram propostos na hora da contratação.

Vamos a alguns exemplos pessoais para servir de inspiração:

_ A empresa X entrou em contato comigo para o desenvolvimento de uma plataforma de comparação de seguros. Conversamos para identificar quais eram os principais desafios para ser melhor do que os competidores. Um dos pontos mais críticos era a facilidade do fluxo de compra já era uma oportunidade em vista que alguns dos outros comparadores de seguro eram lentos e tinham várias páginas até a finalização da compra. Propus criarmos o fluxo inteiro em apenas uma página e garantir que sempre que o cliente visitasse posteriormente o site ele puxasse suas informações automaticamente para agilizar o processo. O resultado foi muito bom tanto para as taxas de conversão de compra quanto para a satisfação de seus clientes.

__ Empresa Y_ entrou em contato comigo para o redesenho de um website que queriam promover. Um dos grandes problemas é que o site antigo era muito lento e a velocidade era um aspecto muito importante para o projeto. Sugeri a criação de uma página estática e hospedá-la em um serviço chamado Netlify, garantindo não só a maior velocidade possível quanto um servidor para ela gratuito e com certificado de segurança também gratuito. A página anterior tinha um custo de até US$ 1000 em alguns momentos do ano e todo esse custo foi eliminado com essa solução.

Esses exemplos explicam porque eu fui contratado, quais eram os problemas dos meus clientes e como eu ajudei tanto ao encontrar uma solução quanto a executar. Algo que é bem legal mostrar é que você entendeu perfeitamente quais eram os desafios, prioridades e preferências do cliente na hora de propôr as ações e estratégias. No meu caso específico eu tendo a sempre ter uma posição não só de execução, mas de questionamento e elaboração dos problemas. Eu evito pegar trabalhos de clientes que ‘simplesmente querem algo do jeito deles’ pois frequentemente esses trabalhos geram resultados ruins.

Naturalmente nem todo projeto e trabalho tem resultados impactantes ou uma ação forte de nossa parte, mas desde que você atenda aos objetivos do clientes o resultado será sucesso.

Alguns freelancers gostam até de colocar os nomes dos clientes, datas e outras informações assim. Contudo, sugiro focar naquilo que é mais importante: como é a experiência de trabalhar com você.

Valores

Frequentemente nem pensamos nos nossos valores como pessoas e/ou profissionais. Você é religioso, sério, liberal, racional, detalhista e/ou vegano? O que te define? O que você tem como valor ou missão?

Esse tipo de informação pode parecer secundária ou mesmo não relacionada com o portfólio, mas, ao contrário dessa crença, é uma informação fundamental para sua marca pessoal. O ponto chave aqui é lembrar que clientes tendem a contratar pessoas e empresas que são similares a eles(as).

Colocar nossos valores em nosso portfólio serve tanto para que os clientes certos se identificarem mais conosco quanto para já eliminar aqueles que não compartilham daquilo que acreditamos.

Uma forma de colocar isso disponível é escrever artigos sobre o que valorizamos.

Preço no portfólio de freelancer

Esse é um ponto um tanto quanto delicado. A ideia de colocar o seu preço diretamente no portfólio pode atrair o tipo de trabalho que você precisa. Contudo, também pode já repelir alguns clientes que em negociação e relação mais próxima poderiam ser convertidos.

Meu antigo porfólio tinha uma calculadora bem legal que qualquer potencial cliente poderia ter uma noção média do valor dos serviços que presto. Cheguei a ter alguns orçamentos, mas resolvi abandonar esse estado de total transparência.

Uma ideia interessante que estou para testar é adicionar alguns valores nos estudos de caso. Assim alguns clientes mais interessados - já que estão lendo o estudo de caso - terão a oportunidade de saber também um pouco dos preços dos meus serviços.

Conhecimento

Essa é uma dica que tenho seguido já há algum tempo e posso dizer que é a mais importante dessa lista assim como também a mais difícil.

Escrever, criar vídeos ou qualquer outro tipo de conteúdo sobre aquilo que sabemos fazer é um sinal excelente de credibilidade para potenciais clientes. Às vezes os clientes até o conhecerão através dos seus conteúdos.

Compartilhar aquilo que você sabe mostra que você está bastante confiança e é exemplo para outros. No caso do blog eu escrevo sobre reflexões e aprendizados com base em projetos passados e também artigos mais gerais sobre algum aspecto técnico do design e programação web.

Esses conteúdos me legitimam para qualquer visitante interessado em contratar meus serviços e o formulário de contato do site é preenchido com frequência por interessados.

Chamada e facilidade para ação

Para finalizar, quero chamar a atenção para o seguinte ponto: Faça ser muito fácil entrar em contato com você.

Em cada página do seu site tem que ter uma chamada para que seu visitante tome uma ação - Call to action. Preferencialmente sendo uma ação de entrar em contato com você. Pode até jogar um formulário de contato em cada página de estudo de caso.

Quando menos atrito entre a vontade do potencial cliente entrar e contato com você e ele realmente fazer isso melhor.

Seu portfólio de freelancer perfeito

Nesse artigo passamos por algumas dicas além do tradicional currículo para que seu portfólio como freelancer fique perfeito. Existem mais dicas e também inúmeros testes que podemos fazer para otimizar.

Como estamos em uma época em que vídeo é super importante, que tal utilizar elementos de vídeo em conjunto com algumas dicas acima? Ou quem sabe fazer do seu portfólio um jogo?

Compartilhe comigo seu portfólio nos comentários e vamos continuar a discussão por lá!

Divirta-se!