A programação é uma área muito ampla que contém diversas ramificações muito divergentes entre si. Como consequência disso, os programadores escolhem uma área específica que vão seguir e se dedicam a ela desde o começo. Pelo fato de muitas dessas especializações serem destinadas à construção (como sites de softwares), se filiar a uma empresa e se comprometer a manter um trabalho por anos com a mesma, pode ser muito desgastante.

Existem cada vez mais programadores que optam por romper laços burocráticos e longos com empresas e passam a se dedicar aos projetos freelancers. Desta forma, o profissional não fica preso a um estilo fixo de corporação ou até mesmo um estilo de vida, e passa a ganhar dinheiro com diversos trabalhos variados.

Se você está interessado em se inserir no mundo dos freelances, nesse artigo eu apresentarei algumas dicas que podem te ajudar a trilhar este caminho da forma mais estável e direcionada possível.

1- Não se jogue de cabeça

Se você já está estabelecido em um trabalho e/ou está no meio de um projeto importante, não opte por deixar tudo isso de lado. Existem muitas outras pessoas que dependem do resultado desse trabalho e você provavelmente precisa também.

Continue dando o seu máximo e utilize do seu tempo livre para organizar as próximas etapas que falarei neste artigo. Desta forma, quando você estiver pronto para sair sem deixar ninguém na mão, um grande passo estará dado para sua nova vida.

2- Construa um Portfólio atraente

Para conseguir uma entrevista de emprego ou uma oportunidade de teste, é preciso se apresentar da melhor maneira possível, pois a primeira impressão é a que fica.

Para atrair clientes como freelance, não basta criar um portfólio simples, como se fosse um CV qualquer. Seu portifólio será uma apresentação profissional e pessoal extremamente completa que fará com que o seu cliente confie nas suas habilidades.

Você deve:

  • Criar um site interativo com um design moderno
  • Desenvolver algo que você conseguirá reproduzir caso seja contratado
  • Apresentar seus melhores projetos
  • Se apresentar e contar um pouco sobre as suas paixões
  • Mostrar aos seus clientes o que você pode fazer por eles
  • Deixar suas redes sociais e contatos
  • Mostrar que vocês está atualizado em relação às novas tecnologias e SEO

3- Trabalhe o seu Marketing

Para não perder tempo divulgando seu trabalho em nichos aos quais você não deseja trabalhar, escolha um “público-alvo”. Opte por alguma área que você tenha experiência, afinidade e goste de estar dedicando o seu tempo.

Alguns exemplos de público-alvo:

  • Grandes empresas com foco em vendas digitais
  • Starups em começo de carreira
  • Sites destinados às notícias e entreterimento

A partir do momento em que se público-alvo está definido, comece a trabalhar sua divulgação. Redes sociais como o Linkedin e Facebook permitem que você entre em contato direto com diretores de T.I e responsáveis do RH, ao mesmo tempo em que cria uma rede de contatos e divulga os seus projetos com maior facilidade.

Não tenha medo de procurar por clientes e mandar mensagens diretas dizendo que “deu uma olhada em seus sites e que é capaz de melhorá-los, oferecendo seus serviços”.

OBS: procure por grupos no face que batem com as suas skills de trabalho e divulgue seus serviços.

4- Seja sempre realista

Não espere entrar no mundo freelance como um especialista. Dominar um novo trabalho pode demorar um pouco e acreditar que você possui todo o conhecimento necessário logo de cara pode te derrubar.

Você pode acabar aceitando projetos que você não sabe se será capaz de finalizar e isto pode complicar seu futuro. Para evitar isso, procure ter certeza que você domina 100% da tecnologia necessária para o projeto e proponha um prazo de tempo um pouco maior do que você tem em mente.

É melhor que o seu cliente fique um pouco aborrecido com uma proposta de período maior do que ficar aborrecido por não receber o projeto finalizado.

BÔNUS

1- Organização: Não esqueça que além do seu projeto, existem outras tarefas como: marketing, contabilidade, manutenção de networking e etc. Portanto, fique atento e planeje as suas semana levando em conta todos os fatores.

2- Valores: Procure precificar os seus serviços a um valor que atenda a todas tarefas citadas acima e ainda permita que você se sustente com folga. O mais recomendado é cobrar pelo projeto completo e não por horas de trabalho.

O mais importante é fazer a migração para o mundo freelance da maneira mais calma e organizada possível. Se você seguir este conselho primordialmente, todos as dicas que eu apresentei acima ficarão muito fáceis de serem executadas. Agir desesperadamente e ansiosamente podem te prejudicar e acabar com o seu sonho.

Se você está procurando por novas oportunidades, acesse a ProgramaThor, uma plataforma focada no recrutamento de programadores. Para se candidatar às vagas e receber notificações em casos de matching, basta se cadastrar e completar o perfil!