Por acaso você está estressado ou estressada, o trabalho está acumulando e começa a bater aqueles sentimentos meio “mais ou menos”? Ou então simplesmente você tem aquela vontade de cada vez conseguir produzir mais e com mais eficiência? Quem sabe talvez até esteja buscando uma mudança na vida para levantar os ânimos…

Se sua resposta foi sim para alguma das perguntas acima, pode ser que esse artigo vá te ajudar. Ser mais produtivo passa por melhor balancear as diversas áreas da vida com o trabalho e ter a calma necessária para não deixar que pequenos momentos ou situações estressantes venham a tona.

Para profissionais autônomos – freelancers – ou empreendedores a produtividade é ainda mais complicada e desejada de se alcançar.

Se hoje somos pressionados pela velocidade da vida ou pela constante pressão e exigência social a produzirmos e sermos pessoas que constroem algo relevante, ao mesmo tempo todos os dias temos a escolha de agir em direção contrária e começar a praticar atitudes que nos alimentam de energia, nos deixam mais leves e, como consequência, mais produtivos e focados.

Aqui estão as 8 dicas para ser mais produtivo e, com isso, construir autoestima. 7 boas práticas e 3 considerações.

Agora, se você está buscando uma nova visão sobre a produtividade, sugiro conferir esse outro artigo.

1- Deixe o smartphone um pouco de lado

Em média, cada um de nós dá aquela conferida nas notificações, e-mails e redes sociais entre 35 e 74 vezes ao dia, dependendo da idade. Digamos que se você tem menos de 30 anos, esse número deve ser próximo aos 70. As vezes olhamos por causa de uma notificação e as vezes por ansiedade, mas em grande parte dessas vezes é por hábito, rotina ou costume.

Ação: Em horários de trabalho, colocar o telefone um pouco longe vai ajudar muito tirar essa necessidade de interrupção constante.

2- Elimine Interrupções

Toda vez que estamos naquele bom momento produtivo e algo nos interrompe leva alguns minutos (alguns dizem até 20 minutos) para voltar para o estágio de boa produtividade novamente. Pense quantas vezes ao longo do seu dia você é interrompido e faça as contas de quanto tempo você está gastando simplesmente colocando as engrenagens para rodar novamente.

Ação: Anote ao longo do seu dia todos os momentos que foi interrompido e procure uma maneira de os eliminar no próximo dia.

3- Multitask e o foco

Dizem que uns tem mais e outros menos a capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Pode até ser que alguns tenham mais facilidade para algum tipo de tarefa, mas quando se trata de produtividade, o foco em uma única tarefa por vez é a chave para o sucesso.

Ação: Em um momento que você tem muitas coisas para fazer, experimente colocá-las em uma lista e atacar uma tarefa de cada vez com foco.

4- Planeje seu dia

Essa dica já apareceu em inúmeros textos, vídeos e outras mídias, mas continua sendo algo que poucas pessoas realmente fazem. Planejar o dia não é simplesmente ter seu calendário com algumas tarefas e reuniões marcadas, mas sim chegar todos os dias e planejar tarefas objetivas, claras e que possuem um motivo para estarem lá.

Para mim é clara a diferença entre o dia que eu tenho um objetivo e um planejamento para aqueles dias sem rumo. Nos dias “sem rumo” eu acordo e não sei bem o que fazer, então distrações como YouTube, Facebook, telefone e reuniões sem propósito tomam conta do meu dia. Já aqueles que sei exatamente o que tenho que fazer seguem uma direção totalemente diferente.

Ação: Ao terminar um dia de trabalho, use um calendário (ex: Google Calendar) e monte seu dia. Comece com blocos de trabalho para se orientar e com o tempo e experiência vá destrinchando mais as tarefas.

5- Reinvente sua caixa de e-mails

Para algumas pessoas eu acho que os e-mails servem mais para registrar em redes sociais do que para realmente uma ferramenta muito utilizada, mas para a maior parte das pessoas hoje o e-mail continua sendo uma das ferramentas mais importantes, mais presentes e mais desorganizadas do dia a dia. Para começar, se você possui mais de uma caixa de e-mails tente direcionar os e-mails de todas para apenas uma caixa apenas. Se quiserem que eu crie um tutorial para como fazer isso deixe um comentário abaixo que crio.

Independentemente de qual cliente de e-mail você utiliza, provavelmente a funcionalidade de criação de pastas deve estar presente. As pastas funcionam igual as pastas em seu computador e dividir seus e-mails em tópicos pode ajudar bastante. Além disso o recurso de Tags funciona muito bem para criar outra camada de organização. Caso utilize o Gmail e alguns outros programas de e-mail mais poderosos também pode fazer uso de automação dessa categorização.

Aproveite para conferir essas dicas de como ser mais produtivo no seu Gmail.

Por fim, uma dica que tem me ajudado muito vem com o Unroll.me. Coneca seu e-mail nesse sistema e ele irá buscar todas as newsletters, propagandas e outros e-mails não pessoais. A partir daí você pode ou desisinscrever com facilidade ou mesmo criar um resumo diário de vários e-mails em um só e simplificar a vida.

Ação: Junte as suas caixas de e-mail em uma só e as organize em pastas de acordo com o assunto ou outra categoria que fizer mais sentido para você.

6- Durma

De acordo com alguns estudos, se você não dorme bem pode chegar ao seu nível de exaustão 11% mais rápido. Mas esse é apenas um exemplo pequeno considerando muitos outros efeitos que a falta de sono gera. Seja ficar mais irritado, ter dificuldade de concentração ou ficar doente mais facilmente, percebemos efeitos da falta do sono em nós ou em pessoas perto de nós constantemente.

Infelizmente existe uma parcela significativa da sociedade que considera o esforço excessivo no trabalho, virando noites e se dedicando ao processo laborial como se fosse a coisa mais importante da vida. Na minha percepção há coisas mais importantes e nosso corpo precisa parar um pouco para se recuperar. Mais do que isso, se quisermos pensar mesmo na capacidade produtiva de qualquer um de nós, provavlmente 8h de trabalho após 8h ou 9h de sono devem ser mais produtivas do que 12h ou mais após uma noite com pouco sono.

Naturalmente para muitos só querer dormir mais cedo ou por mais tempo não é uma opção no momento, seja por alguma condição de organização na vida ou mesmo por questões fisiológicas. Contudo, vão aqui algumas dicas para conseguir chegar mais perto do ideal.

Ações:

a) Evite comer antes de dormir

b) Evite cafeína e alcóol na sua rotina

c) Faça da cama um lugar apenas para dormir e não para outras atividades

d) Apague TODAS as luzes do quarto

e) Mantenha-se hidratado

7 – Coma bem

Nesse ponto talvez você já esteja pensando que é mudança demais, mas não desespere. Tudo isso pode ser conquistado devagar e no seu tempo.

Comer bem pode ser um conceito controverso pois para uns isso significa ser vegetariano, para outros comer só proteína e para alguns até mesmo apenas comer somente frutas. Contudo, eu creio que o melhor caminho é o do meio. Ter uma dieta variada é mais importante do que ser extremo e apenas seguir uma linha de pensamento. Se seu prato cotidianamente tiver várias cores, fontes diferentes de proteínas, óleos e carboidratos, provavelmente você não terá problemas.

Avançando um pouco mais, contudo, podemos pensar também em evitar determinadas coisas que comprovadamente não contribuem para nosso corpo e, muito pior, o prejudica.

Ação: Coma cotidianamente alimentos variados e de várias cores. Evite alimentos carnívoros processados, frituras e alimentos com muita gordura saturada, sal e/ou açucares.

8 – Faça exercício

Ouso dizer que após dormir bem, fazer exercício é prioridade. Não só ajuda para manter a cabeça focada, criativa e inteligente, mas também ajuda a previnir um número imenso de doenças ou problemas em nosso corpo. Se não bastasse, ainda contribui para soltar hormônios do prazer em nosso organismo, o que ajuda também a combater ansiedades e depressões.

O tipo de exercício não importa, desde que coloque seu coração para bater mais rapidamente por mais de 30 minutos.

Ação: Baixe os aplicativos em seu celular ou tablet da Nike (Nike + e Nike Training Club). Você pode usá-los para estabelecer programas de treinamento tanto de corrida quanto de exercícios em casa mesmo sem aparelhos.

 

Para finalizar, acho que é importante reforçar que aquilo que tantos pensadores já falaram que é até difícil dar crédito.

Aquilo que nos define não é o que fazemos um dia ou outro, mas aquilo que fazemos todos os dias.

Isto é, não adianta correr/comer bem/dormir/etc um dia e nunca mais…

Se você tem mais dicas interessantes, comenta aqui nos comentários e vamos levar essa discussão para frente!

 

Divirta-se!